POUPAR A NATUREZA

Por definição, reciclar significa reintroduzir num ciclo, com a finalidade de reaproveitamento, elementos que foram rejeitados em alguma parte do processo.No caso do papel, ele pode ser reintroduzido desde o momento em que ele sai da máquina por não atender as especificações do

fabricante, até a hora em que é descartado pelo consumidor. Este papel, que não serve mais para aplicação que fora inicialmente destinado, é chamado de apara ou fibra secundária.

De seus pontos de geração as aparas são em geral, levadas a um depósito pequeno ( ferro-velho) e deles a um depósito maior (apapristas) de onde são encaminhadas para as fábricas.Ao chegar no depósito maior, as aparas são separadas, suas impurezas (sujeira, vidro, asfalto, plástico, etc). Conhecer os tipos de papéis, bem como os materiais proibitivos (papel carbono, fitas adesivas etc...) é fundamental para que o material enviado à fábrica seja de boa qualidade, do contrário, uma produção inteira pode ser contaminada.

Dado importante é que em todo o processo de reciclagem de papel a mão-de-obra é imprescindível. Desde catadores de rua, passando pelo pessoal que trata do papel num comércio de aparas até o papeleiro, responsável pela dosagem dos ingredientes na fábrica.

Os diferentes tipos de papel são lançados no hidropulper (espécie de liquidificador gigantesco) onde através da adição forma-se uma massa densa que, em seguida passará por equipamentos de esterilização, depuração e refino. Adiciona-se também à massa algicidas, funguicidas e bactericidas. Depois de pronta, a massa é dosada uniformemente sobre as telas, onde se procede a retirada de agua e secagem. As etapas seguintes são rebobinamento, corte e embalagem.

Daqui para frente, vale a pena entender a reciclagem de papel como uma forma alternativa de utilização de resíduos e não apenas uma solução emergencial. Desta forma esse processo, que muito já progrediu, pode vir a ser um fator ainda mais importante não apenas para o setor papeleiro ou para a economia nacional, mas para toda a sociedade e o meio em que vive.

(Fonte: Revista ANAVE Março/Abril 2001)

 
Home       |       Quem Somos       |        Reciclagem       |       Produtos       |       Orçamento       |       Fale Conosco Copyright © 2015 - Ipapeis | Versátil Comunicação